Crônicas de São Paulo: metrô

15:00



Antes de sair de casa a primeira coisa que os pais e parentes que não moram em São Paulo falam é o sermão sobre como se cuidar “na cidade grande”, principalmente no metrô.
Já fui duas vezes a São Paulo, mas ambas com excursão da escola com professores nos acompanhando, mas dessa vez dei a cara à tapa. Claro que foi uma galera junto, no total estávamos em dez pessoas, cada um com a sua dupla para não se perder sozinho, mas a Pati fez um mapa sobre os metrôs que devíamos pegar e onde deveríamos descer. Foi fácil, era só ler as placas, e claro que quem tem boca vai a Roma, sim!
Hoje entendo o porquê das manifestações quanto ao valor do transporte público em São Paulo. Quando morava em Ribeirão Preto já achava caro pagar R$ 2,10 no ônibus, em São Paulo, se você tem o tal do bilhete único (um cartão que as pessoas fazem como alternativa para não pagar “tão caro” o seu transporte diariamente) você paga R$ 3,00 no primeiro metrô/ônibus que você pega e ao pegar o próximo metrô/ônibus você paga mais R$ 1,65. Mas fazendo essa conta por dia você quase gasta R$10,00 por dia com transporte público, cada um com a sua opinião, mas para mim é caro sim!
Em todos os horários que pegamos o metrô sempre tinha gente, a linha amarela era a que menos tinha fluxo, comparada com a linha que liga a Barra Funda. É um rolo geral, você tem que ler as placas para não se perder, e sempre tem uma baldeação a ser feita para você chegar ao seu destino final.
A primeira dica da Pati para pegarmos o metrô era seguirmos o fluxo, isso é muito importante para você não se perder e/ou não ser pisoteado. E olha, na hora do pico em que TODO MUNDO sai do trabalho a coisa fica tensa, mas tensa mesmo, e você DEVE seguir o fluxo e sempre procurar algo para se segurar. Como as pessoas brincam, andar de metrô é o mesmo que andar de ônibus, é surfar no asfalto, a diferença do metrô é que ele vai mais rápido e nesses horários com mais gente nos vagões têm sempre aquela paradinha básica para “ajeitar” a carga.

You Might Also Like

0 comentários