Em algum lugar no tempo

15:58



O mais estranho de tudo é que faz tempo. Faz muito tempo. E hoje me peguei pensando em nós dois, em tudo aquilo que fomos um dia juntos.

Tive saudade. Saudade daquela menina que estava descobrindo o que era amar pela primeira vez, saudade daquela menina que tina um quê de malícia, mas que ao mesmo tempo era pura e era feliz daquela maneira.

Tive saudade de você. De você me dando carinho, do seu jeito, mas o jeito que eu amava, que era só nosso e que nos fazia tão feliz.

Nem tudo eram rosas, eu me lembro, passamos por poucas e boas juntos, mas o mais delicioso de tudo é que estávamos juntos tendo muitas vezes nossas primeiras emoções.

Você foi o primeiro: o primeiro namorado, o primeiro amor, o primeiro confidente, o primeiro melhor amigo. Era com você que eu desejava estar em todos os dias da semana que não passávamos juntos, era com você que eu me preocupava se estava bem mesmo sem estar pertinho de mim.

E hoje eu me lembrei de você, de nós dois, do nosso relacionamento e tive saudade. Saudade de uma época que passou e que me deu muita felicidade. Senti saudades dos nossos momentos, momentos esses que ficaram apenas nas nossas memórias.

Mas sabe o que é mais estranho? Depois de tudo ter acabado eu sofria por pensar em você e desejava insistentemente parar com isso, mas não dependia só de mim. E depois que tudo passou, que a minha ferida cicatrizou, que dei um rumo diferente à minha vida e você se tornou esse homem que é hoje eu senti saudade.

Senti saudade da nostalgia que eu tinha ao lembrar de nós dois juntos. E isso vai ficar pra sempre, em algum lugar no tempo.

You Might Also Like

0 comentários